Posts Tagged “livros”

FÓRUM

The book tomorrow: the future of the written word

6-8 Junho, 2011

Villa Reale di Monza, Lombardia, Itália

Logo Focus

Logo Focus

Programa >>

Quer saber mais? >>

Link permanente

Comments Sem Comentários »

A BNP (Biblioteca Nacional de Portugal) lançou a sua livraria online onde são disponibilizadas publicações técnicas, bibliografias, catálogos, entre outros.

Aceda aqui: http://livrariaonline.bnportugal.pt/

Link permanente

Comments Sem Comentários »

E-Books vs Livros

E-Books vs Livros

Autoria: Lane Smith

Fonte: O Silêncio dos Livros

Link permanente

Comments Sem Comentários »

A Biblioteca da Faculdade de Engenharia da Universidade de Stanford tem um plano interessante: ter cada vez menos livros! A reforma da biblioteca deverá ser iniciada em Agosto e, quando for concluída, terá menos 85% de livros. Estes serão digitalizados, pois uma pesquisa feita na própria universidade indicou que os alunos frequentam cada vez menos as bibliotecas e um grande número de livros não havia sido emprestado por um período superior a cinco anos.

Deste modo, em vez de oferecer os volumes “físicos”, a biblioteca irá oferecer acesso a versões digitalizadas de livros e periódicos – e, especificamente para engenheiros, que normalmente precisam do livro inteiro para consultar uma fórmula ou duas, haverá uma ferramenta de pesquisa que facilitará o processo. A nova biblioteca ainda irá manter 10 mil livros “de papel” – mas isso é pouco comparado com os 60 mil que possui actualmente.

Fonte: Balcão de Biblioteca (orig. Hyperscience)

Link permanente

Comments Sem Comentários »

E-books, hábitos de leitura e escrita, literatura, consumo, aprendizagem e bibliotecas são pontos focados na entrevista a Alberto Manguel, ensaísta e escritor de ficção,  disponível no sítio do Público.

Fotografia de Alberto Manguel, da autoria de Rui Gaudêncio

Fotografia de Alberto Manguel, da autoria de Rui Gaudêncio

Na entrevista, o autor do reconhecido livro Uma História da Leitura (disponível na Biblioteca do ISCTE-IUL, com a localização CI.150 MAN*His) revela as suas opiniões acerca dos livros e da leitura, bem como as tendências futuras nesses aspectos.

Leia a entrevista >>

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Inicia-se hoje, e termina a 16 de Maio, a 80.ª Feira do Livro em Lisboa, no Parque Eduardo VII.

Durante estes dias poderá usufruir das ofertas programadas e adquirir os seus livros preferidos entre as 12:30h e as 23:30h, nos dias úteis, e entre as 11:00h e 21:30h ao Sábado e ao Domingo.

Logo da 80.ª Feira do Livro

Logo da 80.ª Feira do Livro

Em termos de programa, as ofertas consistem em actividades culturais, debates, conversas com escritores, música e sessões de autógrafos.

Consulte a programação >>

Quer saber mais? >>

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Já ouviu falar deste “novo” produto? Sabia que pode trabalhar com ele sem recorrer à electricidade? Sabia que a autonomia da bateria deste recurso é infinita? Deixamos o seu vídeo promocional.

Conheça o livro! Adquira um livro. Entre no futuro.

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Estarão os livros “mortos”? Qual será o futuro das editoras? O vídeo que disponibilizamos  foi elaborado pela Dorling Kindersley Books e produzido pela Khaki Films. O objectivo inicial prendia-se com a apresentação interna nas conferências de vendas da empresa, contudo, devido ao impacto que teve passou a ser partilhado externamente.

Aproveite para (re)ver alguns tópicos que aqui publicámos nos quais são  dadas algumas opiniões acerca dos livros e das editoras face às conjunturas actuais (Editoras vs E-Books | Bibliotecas abraçam os e-Books).

Quer saber mais? >>

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Os ministros da Cultura da União Europeia debatem, hoje, em Bruxelas, como hão-de impulsionar a digitalização de livros e de outros conteúdos culturais europeus através de iniciativas como a Europeana, a biblioteca virtual comunitária.

No âmbito do Conselho de Cultura e Juventude, os 27 vão analisar os principais obstáculos a uma maior disponibilidade de livros digitalizados na União Europeia e propor medidas para fomentar as iniciativas públicas e privadas nesta área, apostando em facilitar o acesso às obras que já estão em domínio público.

A UE quer, igualmente, incentivar as contribuições dos Estados-membros para a Europeana - a biblioteca virtual que já coloca à disposição dos cibernautas cerca de cinco milhões de documentos digitais - face ao avanço de iniciativas privadas como o Google Books.

Para finalizar, e se ainda não reparou, a Blogoteca já disponibiliza a hiperligação para a Europeana (Links para outros recursos web). Por que não aproveita para explorar esse recurso?

Fonte: Sapo

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Há alguns dias perguntaram à Biblioteca do ISCTE-IUL o que era o ISBN.

Pois bem, o ISBN (International Standard Book Number) “é um identificador internacional único para publicações monográficas” que permite a “compilação e actualização dos catálogos do comércio livreiro e das bases de dados bibliográficas”. É um sistema supervisionado pela Agência Internacional do ISBN, que por sua vez delega poderes às Agências Nacionais designadas em cada país. Em Portugal essa agência é a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).

Visto que o antigo conjunto de 10 dígitos se tornou insuficiente face à necessidade de numeração, bem como ao número de publicações e formatos nos quais estas se encontram, é actualmente composto por 13 dígitos que se dividem em 5 grupos distintos. Estes encontram-se separados por hífen ou espaços. A saber:

  • Prefixo
  • Identificador do grupo de registo (identifica o país, região ou língua participante no sistema ISBN)
  • Identificador do registante (identifica o editor)
  • Elemento de edição (identifica uma edição específica, efectuada por um editor em particular)
  • Dígito de controlo

O princípio fundamental em que assenta o sistema é que cada ISBN identifica um livro numa determinada edição, com todas as vantagens que daí advêm, a nível económico e cultural, ao facilitar a recuperação e a transmissão de dados em sistemas automatizados, para fins públicos ou privados, ao facilitar a pesquisa e a actualização bibliográfica, bem como a interligação de bibliotecas e arquivos.

(APEL, 2009)

Agora, quando verificar um conjunto de 10 ou 13 algarismos na contracapa ou no verso da folha de rosto, já saberá do que se trata.

Quer saber mais? Consulte o Manual do Utilizador do ISBN disponível no sítio da APEL.

Fontes: APEL / Agência Internacional do ISBN

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Bad Behavior has blocked 399 access attempts in the last 7 days.