Arquivo para Novembro 2009

Vai decorrer, nos dias 18, 19 e 20 de Novembro, o IV Encontro Ibérico EDIBCIC em Coimbra, evento co-organizado pela Universidade de Coimbra e pela Universidade Carlos III (Madrid, Espanha).

Recentemente, Portugal passou a estar associado aos encontros do EDIBCIC que se apresentam como “elementos catalisadores de discussão e colaboração científica entre docentes e investigadores” na área da Ciência da Informação. Se tiver oportunidade, aproveite para assistir à discussão de diversas perspectivas de pesquisa e reflexão nesta área em constante desenvolvimento.

Entre os oradores encontra-se uma figura conhecida do ISCTE-IUL, Maria João Amante, responsável pela Direcção de Serviços de Biblioteca e Documentação.

Aceda aqui ao programa do encontro.

Quer saber mais? >>

Link permanente

Comments Sem Comentários »

As Conversas da Biblioteca têm como objectivo aprofundar os temas das restantes actividades culturais desenvolvidas na, e pela, Biblioteca: Exposições Bibliográficas e Livro do Mês.

A Conversa que lhe trazemos este mês surge no âmbito do Livro do MêsA corrupção e os Portugueses. Atitudes, práticas, valores.

Cartaz da Conversa

Cartaz da Conversa

O diálogo ficará a cargo do Prof. António Pedro Dores (Prof. do Departamento de Sociologia do ISCTE-IUL) e do Prof. Rui Brites (Prof. Convidado do Departamento de Métodos Quantitativos do ISCTE-IUL). Funcionando como moderadores desta conversa estão os organizadores do livro supra citado: Luís de Sousa e João Triães.

Apareça na Biblioteca do ISCTE-IUL dia 16 de Novembro às 17h para assistir presencialmente à Conversa ou assista à vídeo difusão.

Link permanente

Comments Sem Comentários »

A disponibilização de livros electrónicos continua em alta e para o provar estão as bibliotecas públicas do Estados Unidos que têm vindo a aproveitar o meio digital para chegar até aos seus clientes. Por exemplo, a Biblioteca Pública de Nova Iorque que conta com 860 500 títulos em suporte papel, disponibiliza também cerca de 18 300 títulos de livros electrónicos. O presidente da biblioteca afirma que “como os jovens se habituaram a ler tudo online (…) o número de leitores de livros virtuais vai mudar mais do que o de leitores de livros físicos”. Também John Sargent, director-executivo da Macmillan afirma: “não tenho de pegar no carro, ir à biblioteca, olhar para o livro, requisitá-lo (…) em vez disso, estou sentado no conforto da minha sala e penso ‘Oh, este livro parece interessante’ e faço o download”.

Informação digital
Informação digital

Esta realidade do acesso à leitura conta, contudo, com alguns problemas. Um deles relaciona-se com a questão dos direitos de autor, questão inquietante para as editoras que não vêem esta disponibilização como um “modelo sustentável para editores e autores”, como refere o director-executivo da HarperCollins Publishers. Outra das dificuldades, no que às Bibliotecas Públicas diz respeito, prende-se com questões monetárias, sendo que, segundo alguns bibliotecários, o preço a pagar pelos serviços de informação é superior àquele que os consumidores pagam na Amazon ou na loja online da Sony.

E que vantagens traz este sistema? Para as bibliotecas as vantagens são muitas. No meio biblioteconómico, pormenores como a durabilidade dos documentos, a poupança no espaço físico ou a leitura simultânea despertam grande entusiasmo.

Experimentar novos modelos de subscrição, à custa de uma taxa anual pelo acesso ilimitado a determinados documentos, é também já uma hipótese mais bem vista pelas editoras académicas. E por falar em meio académico, a Biblioteca do ISCTE-IUL já disponibiliza, como sabem, dissertações de mestrado e teses de doutoramento em formato digital (Repositório ISCTE-IUL). Em relação a livros… quem sabe o futuro nos reservará.

Fonte: RICH, Motoko - EUA : há cada vez menos pó nas estantes das bibliotecas. Ireportagem. Ano 1, n.º 27 (6 Nov. 2009), p. 18-19. O suplemento é parte integrante da edição n.º 158 da publicação  I.

Link permanente

Comments Sem Comentários »

A Biblioteca do ISCTE-IUL tem, desde o mês de Setembro, uma parceria com a Loja das Maquetas. Para os mais distraídos, a sua contribuição para a Biblioteca consiste num expositor, em forma de livro, que se encontra à direita após a entrada na Biblioteca.

Livro na Biblioteca

Livro na Biblioteca

A Loja das Maquetas disponibiliza diversas tipologias de materiais desde plásticos a cortiças, metais a esferovite, entre outros. Desde finais de Outubro que a equipa tem preparado algumas “surpresas” que, segundo afirmam, se prolongarão até ao princípio de 2010, surpresas essas que, contrariando o pessimismo do mercado, vão obrigar a um maior e melhor trabalho. O grupo demonstra ainda a faceta empenhada do seu espírito colectivo:

Queremos continuar a ser uma referência em tudo o que fazemos e na forma como fazemos. Continuaremos de espírito aberto a todos os desafios pois sabemos que é isso que marca a diferença. Somos cada vez mais curiosos, viajamos cada vez mais, importamos cada vez mais materiais e ideias interessantes. Acreditamos, acima de tudo, que estamos cada vez mais à vontade para servir cada um dos nossos clientes, exactamente como cada um deles espera de nós. E isso é o que nos dá Know-how e criatividade para avançar. Toda a equipa sabe que as boas ideias não exigem necessariamente budgets astronómicos e foi especialmente essa noção que nos levou a um restyling da nossa comunicação, dos nossos produtos, serviços e até do próprio espaço da Loja.

Deixamos, por fim, um vídeo de apresentação da loja.

Esperamos que a visitem em breve e que nos digam o que acharam.

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Dias 26 e 27 de Novembro decorre na Universidade do Minho a 4.ª Conferência Sobre o Acesso Livre ao Conhecimento.

Pretende-se com este evento “aprofundar o conhecimento, a reflexão, o debate e a troca de experiências sobre o Acesso Livre”.

Logótipo da Conferência

Logótipo da Conferência

Ainda que grande parte dos nossos utilizadores estejam já familiarizados com o conceito e com, pelo menos, uma ferramenta de disponibilização livre de conteúdos, como é o caso do Repositório do ISCTE-IUL, deixamos aqui uma pequena definição obtida no sítio oficial da conferência: Open Access, “Acesso Livre” (ou “Acesso Aberto”) significa a disponibilização livre na Internet de literatura de carácter académico ou científico (em particular os artigos de revistas científicas com revisão pelos pares), permitindo a qualquer utilizador ler, descarregar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou referenciar o texto integral dos documentos.

Aceda aqui ao sítio oficial para mais informações.

Link permanente

Comments Sem Comentários »

No âmbito do ciclo Arte na Biblioteca, promovido pela Biblioteca do ISCTE-IUL, divulgamos a Arte Sénior, promovida em parceria com a RUTIS - Associação Rede de Universidades da Terceira Idade. A RUTIS é uma Instituição Particular de Solidariedade Social e de Utilidade Pública (IPSS) de apoio à comunidade e aos seniores, de âmbito nacional, com sede em Almeirim, criada em 2005.

A Exposição estará patente de 11 de Novembro a 17 de Dezembro de 2009.

Cartaz Arte Sénior

Cartaz Arte Sénior

Obtenha aqui material (fotos, brochuras, etc.) acerca do ciclo Arte na Biblioteca.

Diga-nos o que achou acerca desta actividade. Esperamos os seus comentários.

Link permanente

Comments Sem Comentários »

O número de livros publicados nos EUA em 2008 aumentou 38 por cento relativamente ao ano anterior (que já tinha subido 38 por cento relativamente a 2006). De onde vêm todos estes livros? Tanto os meios tradicionais como os autores-editores contribuíram para esta abundância. Mas a verdadeira resposta está nas bibliotecas universitárias norte-americanas, que desataram a vender os direitos de publicação dos conteúdos das suas prateleiras – ou pelo menos do que está esgotado ou do que não está sujeito a direitos de autor. O exemplo mais recente: a Universidade do Michigan (em parceria com a Google para a digitalização e com uma filial da Amazon chamada BookSurge para a impressão) planeia disponibilizar mais de 400 mil títulos para venda a pedido. A Cornell planeia fazer o mesmo com 500 mil títulos. E é intenção da Universidade da Pennsylvania acrescentar outros 200 mil. O elogio fúnebre do livro pode ser, à semelhança do que aconteceu com o de Mark Twain, prematuro.

Livro antigo

Livro antigo

Artigo publicado na Revista Única, publicação lançada juntamente com o semanário Expresso, n.º 1929 de 17 de Outubro de 2009.

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Vai decorrer, de 18 a 21 de Novembro, em Évora, a 2.ª Conferência Internacional Bibliotecas para a Vida, assente sobre o tema “Bibliotecas e Leitura”.

Nesta iniciativa conjunta do Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora e da Biblioteca Pública de Évora serão debatidas questões pertinentes a todos os profissionais, estudantes e interessados pela Ciência da Informação, como a Biblioteca 2.0 ou as práticas de promoção da leitura em crianças e jovens. Pelo meio, haverá ainda a entrega do Prémio Nacional de Ilustração e uma série de visitas guiadas.

Cartaz da Conferência

Cartaz da Conferência

Entre os oradores encontram-se figuras como Bob Usherwood – autor de diversas publicações e considerado, em 1976, especialista em Bibliotecas Públicas – ou José Soares Neves – docente no ISCTE-IUL.

Aceda aqui ao folheto com o programa.

Quer saber mais? >>

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Mais de metade do país já usa computador. Este foi um dos resultados a que o Instituto Nacional de Estatística (INE) chegou. Os dados divulgados hoje revelam algumas curiosidades na utilização das TIC, como:

  • Lisboa é a região do país onde o acesso às TIC é mais elevado
  • As encomendas efectuadas pela Internet tiveram a maior subida desde 2005
  • A quase totalidade dos estudantes utiliza computador e Internet
  • 92,6% das pessoas com ensino superior acedem à Internet, contra 86,8% das pessoas com ensino secundário

Fontes: A informação / Público

Quer saber mais? >>

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Porque a literacia é uma questão a que, cada vez mais, urge dar atenção na denominada Sociedade da Informação, o Banco Mundial produziu um vídeo para o projecto Um novo contrato social para o Perú (um livro a ler). Os objectivos deste projecto passam pela promoção de “um diagnóstico dos principais problemas que há a resolver para a melhoria dos serviços de educação e saúde e os programas anti-pobreza, com recomendações para enfrentar esses problemas”.

Aproveite para visualizar o vídeo a que nos referimos.

Fonte: Bibliotequices

Link permanente

Comments Sem Comentários »

Bad Behavior has blocked 87 access attempts in the last 7 days.